Venda de sentenças

O desembargador Edgard Antônio Lippmann Júnior, do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4), com sede em Porto Alegre, foi aposentado compulsoriamente pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ) por participação em esquema de venda de decisões judiciais, informa o portal Terra. O desembargador está afastado de suas funções desde 2009. Com a aposentadoria, ele vai…

Veja mais

Demóstenes atua no MP

O procurador de Justiça Demóstenes Torres participou da reunião do Colégio de Procuradores do Ministério Público Estadual (MP-GO), que designou três colegas para acompanhar o procedimento, instaurado no início do mês passado pela corregedoria do órgão, para investigar se o ex-senador infringiu seu dever funcional ao se relacionar com Carlos Cachoeira, a partir das informações apresentadas pela…

Veja mais

Magistrados recebem aviões

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) entregou 16 aviões para auxiliar o trabalho de juízes em 11 Estados. Segundo o juiz-corregedor auxiliar da Corregedoria Nacional de Justiça do CNJ, Marlos Melek, parte das aeronaves pertencia a traficantes. Serão beneficiados Acre, Amazonas, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Pará, Paraná, Piauí, Bahia, Rondônia e Tocantins. Os…

Veja mais

TSE mantém julgamento

A presidenta do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministra Cármen Lúcia Antunes Rocha, decidiu hoje (30) pelo arquivamento da solicitação de adiamento do julgamento do mensalão feita por seis advogados de São Paulo. Eles queriam que o Supremo Tribunal Federal (STF) só começasse a analisar o processo depois das eleições de outubro. Três dos seis advogados…

Veja mais

De olho nos tribunais

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) vai verificar, amanhã (30), se os tribunais estão cumprindo as Resoluções 151 e 102, que tratam da obrigatoriedade de divulgação das remunerações dos magistrados e servidores do Judiciário. Desta forma, os conselheiros irão analisar se as medidas estão sendo seguidas conforme definição das medidas. Segundo levantamento feito pelo próprio…

Veja mais