Família investigada

A informação é do site Diário do Poder, do jornalista Cláudio Humberto: “Além do filho, advogado Tiago Cedraz, também está sob investigação da força-tarefa da Operação Lava Jato um primo em primeiro grau do ministro Aroldo Cedraz, presidente do Tribunal de Contas da União (TCU). Luciano Araújo, sócio de Tiago em uma “consultoria”, recebeu pagamentos…

Veja mais

Greve no Judiciário

Do ex-presidente da OAB da Bahia, Saul Quadros hoje (15) em sua página no Facebook: “Em greve, os servidores do Judiciário Federal realizaram uma manifestação nesta quarta-feira (15), em frente à sede da seccional baiana da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-BA), localizada na Piedade. A categoria está mobilizada pela aprovação do Projeto de Lei…

Veja mais

Reincidência penal

Pesquisa inédita realizada pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) a pedido do Conselho Nacional de Justiça (CNJ) revela que a cada quatro ex-condenados, um volta a ser condenado por algum crime no prazo de cinco anos, uma taxa de 24,4%. O resultado foi obtido pela análise amostral de 817 processos em cinco unidades da federação…

Veja mais

Somente em agosto

A Câmara dos Deputados deixou para agosto, depois do período de recesso parlamentar, a votação em segundo turno da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que estabelece a redução da maioridade penal de 18 para 16 anos para adolescentes que praticarem crimes hediondos, homicídios dolosos (com intenção de matar) e lesão corporal seguida de morte.

Renan e Lewandowski

Um dia após as apreensões da Policia Federal em residências funcionais e particulares de senadores, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), confirmou hoje (15) que pretende se encontrar com o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, para discutir o assunto. “Vou procurar o presidente Lewandowski para conversar um pouco sobre essa conjuntura. Acho…

Veja mais

Amil vai pagar

O juiz da 22ª Vara Cível de Brasília deferiu liminar que determina que a Amil Assistência Médica Internacional S.A., no prazo de 72 horas, autorize a realização, às suas expensas, de exames e procedimentos de segurada, arcando ainda com os custos da medicação, sob pena de multa diária em caso de descumprimento. Segundo a autora, beneficiária…

Veja mais