Henri Clay não é candidato

O presidente da OAB de Sergipe, Henri Clay Andrade, disse na manhã de hoje (08), em entrevista a rádio MIX FM, de Aracaju, que não é verdade que cogite a possibilidade de ser candidato a governador nas eleições de outubro. A informação sobre a possibilidade da candidatura foi publicada no jornal Voz do São Francisco, de Propriá.

Veja mais

Eleições em abril na Ajufe

Sérgio Moro e Marcelos Bretas e mais aproximadamente dois mil juízes federais em todo o país irão às urnas em abril para escolher, por computador, o sucessor do atual presidente da Associação dos Juízes Federais (Ajufe), Roberto Veloso. No início de fevereiro será formada a comissão eleitoral e logo em seguida será definida a data da eleição. O candidato eleito tomará posse em junho em data ainda a ser fixada pela atual direção da entidade.

Veja mais

Pena de morte

Está no UOL: Em nove anos, o apoio da população à aplicação da pena de morte no Brasil cresceu, de acordo com uma recente pesquisa Datafolha. Segundo o levantamento, 57% dos entrevistados se disseram favoráveis à adoção da penalidade capital. Em 2008, data da última pesquisa do instituto sobre o tema, 47% tinham a mesma…

Veja mais

Decepção do Fluminense

Após saber pela imprensa que Gustavo Scarpa ingressou na Justiça com um pedido de rescisão indireta de contrato de trabalho, o Fluminense começa a pensar numa forma de resolver o imbróglio sem uma longa batalha nos tribunais. O vice-jurídico, Miguel Pachá, diz que o Tricolor recebeu a notícia com muita decepção, mas fez questão de…

Veja mais

Scarpa na justiça contra Flu

O que muitos tricolores temiam, incluindo a cúpula de futebol e departamento jurídico do Fluminense, aconteceu: o meia Gustavo Scarpa entrou com um processo na 70ª Vara do Trabalho contra o clube, antes do Natal, no dia 22 de dezembro, sexta-feira. A petição inicial, porém, está restrita. Apesar disto, o NETFLU apurou que não há surpresas em seu conteúdo. O atleta pede a rescisão indireta do contrato de trabalho, reivindicando tudo em atraso.

Veja mais

Emendas à Constituição

Para que, em 1988, a Constituição conseguisse incluir nas 315 páginas todos os princípios e direitos que a sociedade demandava, foram necessários quase 20 meses de discussão em oito comissões e 24 subcomissões no Congresso. Todos os assuntos essenciais para um país que acabava de retomar a democracia foram abordados, alguns até exaustivamente, o que não significa que a Carta Magna é perfeita e imutável. Além das 106 mudanças que já foram incorporadas ao texto desde que ele foi promulgado, sendo 99 delas do tipo ordinário – seis foram de revisão, além de um tratado internacional -, tramitam hoje 1,5 mil propostas de emendas à Constituição no Congresso.

Veja mais

Ex-presidentes do STF

O Supremo Tribunal Federal tem atualmente onze ex-presidentes da Corte que já penduraram a toga e ainda estão vivos. Segue a relação dos mais antigos para os mais novos: ministros aposentados Moreira Alves, Neri da Silveira, Sydney Sanches, Octávio Gallotti, Sepúlveda Pertence, Carlos Velloso, Nelson Jobim, Ellen Gracie, Cezar Peluso, Ayres Britto e Joaquim Barbosa

Filhos roqueiros

Os integrantes da banda de rock brasiliense “Scalene” Tomás Bertoni e seu irmão Gustavo Bertoni são filhos do ministro da Justiça, o advogado Torquato Jardim. Considerado um dos maiores especialistas em direito eleitoral do país, Torquato já foi ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) na vaga destinada a jurista de 1988 a 1996 e ministro da Transparência, Fiscalização e CGU de 2016 a 2017.

Veja mais

Bancadas no Supremo

Todos os segmentos da justiça brasileira – exceto a justiça federal – estão representados na atual composição do Supremo Tribunal Federal (STF). A classe dos advogados é que tem o maior número de ministros: Carmen Lúcia, Dias Toffoli, Luis Roberto Barroso, Luiz Fachin e Alexandre de Moraes.

Veja mais

SP, PR e SC

Um paulista, um paranaense e um catarinense foram os escolhidos pelo presidente Michel Temer para as vagas surgidas no STF e no TST após ele ter assumido o comando do país. No STF, ele nomeou o seu ex-ministro da Justiça, o paulista Alexandre de Moraes. No TST, nomeou o paranaense Breno Medeiros, ex-presidente do TRT…

Veja mais