Dolce vita

Por que o atual presidente do STJ, ministro Francisco Falcão pediu férias a partir de 2 de setembro ? Porque no dia 1 de setembro, uma quinta-feira, ele passa o cargo para presidente eleita, a ministra Laurita Vaz. Ela será a primeira mulher a assumir a presidência do STJ.

Veja mais

PF mata estudante

O juiz de Direito Fernando Nóbrega homologou o flagrante realizado pela Polícia Civil e converteu em preventiva a prisão em flagrante do policial federal Victor Manoel Fernandes Campelo, 23 anos, acusado de ser o autor dos disparos que mataram o estudante Rafael Chaves Frota, 26 anos, e feriram Nelsione Patrício de Araújo, 32 anos, no interior da boate “SE7 Clube”, na madrugada de sábado, em Rio Branco, no Acre.

Veja mais

Remada limpa

Juízes, promotores e procuradores de justiça do Rio de Janeiro vão promover uma mobilização, denominada Remada Limpa, no dia 9 de julho, entre 8h e 12h, na praia de São Francisco, em Niterói, para mostrar a necessidade de proteção ao meio ambiente.

Veja mais

Mulher comanda STJ

A ministra Laurita Vaz será a primeira mulher a assumir a presidência do STJ. O Pleno do Superior Tribunal de Justiça elegeu, por aclamação, ela e o ministro Humberto Martins, ex-presidente da OAB de Alagoas, respectivamente, para os cargos de presidente e vice-presidente do tribunal para o biênio 2016-2018.

Veja mais

Licitação ampla

Uma decisão da Justiça obriga Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) a realizar licitação ampla para explorar as áreas e instalações dentro dos portos do Brasil. O pedido foi feito pelo Ministério Público Federal no Espírito Santo (MPF/ES).

Veja mais

Decisão antagônica

De um jurista que já passou por um dos tribunais de cúpula de Brasília sobre a liminar do ministro Dias Toffoli, do STF no caso do ex-ministro Paulo Bernardes: “A concessão de habeas corpus de ofício pressupõe juízo competente .O ministro Toffoli só poderia conceder a ordem caso tivesse deferido o pedido formulado,ou seja,o encaminhamento…

Veja mais

Padrinhos da Fri-Boi

Um dos casamentos mais caros do país – R$ 8 mihões – do advogado especialista em direito agrário, Djalma Rezende, em Goiânia (GO), teve ao todo 48 padrinhos. Entre eles, estavam o governador de Goiás, Marco Perillo e a primeira dama, Valéria Perillo e os empresários do grupo JBS- Fri-Boi, Fabrício Batista e José Batista Junior.

Veja mais

Ministra e madrinha

Nomeada pela presidente afastada Dilma Rousseff para o Tribunal Superior do Trabalho (TST) em 2011, a ministra Delaíde Arantes foi madrinha nesta sexta-feira, no clube da OAB, em Goiás, do milionário casamento do advogado Djalma Rezende, especialista em direito agrário, e considerado um dos mais caros do país. A festa custou a bagatela de R $ 8 milhões da conta bancária do advogado.

Veja mais