Até o padre é preso

O juiz André Monteiro Gomes, titular da Comarca de Anapu, no Pará, em resposta à representação feita pelo delegado de Polícia Civil, Rubens Matoso Ribeiro, deferiu pedido de busca e apreensão, e prisão preventiva de José Amaro Lopes de Sousa, padre e presidente da Comissão Pastoral da Terra (CPT) na localidade. O padre é acusado pelos crimes de associação criminosa, ameaça, esbulho possessório, extorsão, assédio sexual, importunação ofensiva ao pudor, constrangimento ilegal e lavagem de dinheiro. O padre José Amaro Lopes de Sousa vai cumprir a prisão cautelar em Altamira.

Veja mais

Entrega de lote

A Villa Empreendimentos e Participações foi condenada a pagar reparação moral de R$ 6 mil por atrasar entrega de terreno. A empresa pagará também indenização por perdas e danos, correspondente a 0,5% do preço vigente da unidade, por mês de atraso na conclusão, apurada entre o encerramento do prazo de tolerância e a entrega definitiva do lote. A decisão é do juiz Josias Nunes Vidal, titular da 18ª Vara Cível de Fortaleza (CE).

Veja mais

Motorista da Schin

A 4ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da Bahia (TRT5-BA) decidiu, por unanimidade, que um ajudante de entrega da cerveja Schin (Brasil Kirin Logística e Distribuição) deverá receber uma indenização no valor de R$ 5 mil por realizar transporte de valores, em espécie e cheques.

Veja mais

Banco Itaú

Sentença do 2º Juizado Especial Cível de Brasília condenou o Banco Itaú a pagar à correntista o dano moral de R$ 2 mil, a ser corrigido monetariamente a partir da data da sentença, acrescido de juros legais a partir da citação. Segundo a inicial, a parte autora foi beneficiária de cheque emitido por terceiro e, embora pós-datado, o título confiado à ré foi compensado antecipadamente, gerando dano moral a ser indenizado.

Veja mais

“A Razão e o Voto”

A FGV Direito São Paulo convida para o debate com o Ministro Luís Roberto Barroso e lançamento do livro “A Razão e o Voto: Diálogos Constitucionais com Luís Roberto Barroso”, da editora FGV, no auditório da Livraria Cultura na próxima segunda, dia 2 de abril, às 19 horas.

Veja mais

Doação de chocolate

A Diretoria de Recursos Humanos do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) entregou mais de mil unidades de chocolates e ovos de Páscoa a instituições sociais de Goiânia. Os doces foram arrecadados em campanha que envolveu servidores e magistrados da capital.