Lista extensa

Após denunciar 443 ex-deputados acusados de usar verbas públicas para pagamento de passagens aéreas para interesses particulares, a Procuradoria Regional da República no Distrito Federal encaminhou à Procuradoria-Geral da República (PGR) nova lista agora com o nome de 219 políticos com foro privilegiado suspeitos de envolvimento no episódio que ficou conhecido como “a farra das passagens”.

Veja mais

Barroso, o compositor

Do ministro Luis Roberto Barroso, do STF , sobre o sonho de criança em Vassouras, no interior do Rio de Janeiro, onde nasceu: “Eu queria ser compositor. O Direito veio por acaso. Na verdade, eu nunca tive muitas dúvidas. Sempre me identifiquei com o Direito. Talvez minha primeira grande identificação tenha sido com a política, mas não em termos de ser candidato, e sim, como uma pessoa que pensava o Brasil.

Veja mais

Piche com fogo

A 3ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJGO) manteve sentença do juiz Hamilton Gomes Carneiro, que condenou o município de Campos Belos ao pagamento de R$ 500 mil a título de indenização por danos moral e estéticos ao ex-secretário de Infraestrutura e Transportes, Gilene de Souza Barbosa, de 45 anos, que teve 58% do corpo queimado.

Veja mais

Farra das passagens

A Procuradoria Regional da República no Distrito Federal enviou para o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, a lista de 219 políticos que teriam feito ‘uso indevido’ de recursos públicos no caso da ‘Farra das Passagens’. O documento cita nominalmente deputados, senadores, ministros do Tribunal de Contas da União e governadores – políticos que detêm foro privilegiado perante o Supremo Tribunal Federal (STF) e o Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Veja mais

Queixa crime

O governador do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, entrou com queixa contra o deputado federal Laerte Bessa (PR-DF) por injúria e calúnia no Supremo Tribunal Federal (STF). O processo foi protocolado pela filha do governador Gabriela Rollemberg, que é advogada, e está em andamento na Corte. O relator é o ministro Luiz Edson Fachin.

Veja mais

O voto na terça-feira

Tradicionalmente, os Estados Unidos realizam suas eleições em uma terça-feira de novembro devido a uma lei de 1845, quando eram um país agrícola, as pessoas se deslocavam de carruagem ou a cavalo e somente homens brancos votavam. O Congresso decidiu estabelecer um dia de voto comum para toda a nação: a primeira terça-feira depois da primeira segunda-feira de novembro.

Veja mais

Se a moda pega …

O Tribunal Popular Supremo da China e os Promotores Estaduais instituíram uma lei que dá à pena de morte para os líderes corruptos que paguem ou recebam subornos superiores à US$ 463. 000 mil dólares. Para valores inferiores as sanções são diferentes. No caso dos acusadores confessarem os crimes ou devolverem o dinheiro desviado, a…

Veja mais

Golpe do caixa 2

Na Câmara, deputados pretendem recorrer a um artigo da Constituição para tentar livrar de punições quem praticou caixa dois eleitoral. Políticos de vários partidos trabalham intensamente. Articulam uma forma de livrar políticos que praticaram o caixa dois em eleições passadas – uma anistia.

Veja mais

Cargos comissionados

No limite da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF), que impede o Governo do Distrito Federal de contratar mais servidores e aumentar salários, o alto número de cargos comissionados do GDF chama atenção, mesmo após o corte de 4 mil no início na gestão de Rodrigo Rollemberg.

Veja mais