Janot e o foro

O procurador geral da República, Rodrigo Janot, defendeu, hoje (11/11), a redução do foro privilegiado. Ele disse que a medida, junto com a alteração no sistema de recursos, faria a Justiça ser mais rápida. “O foro tem que ser reduzido”, disse a jornalistas em café da manhã em Brasília.

STF validou

O Supremo Tribunal Federal (STF) confirmou hoje (11) a decisão em que validou a prisão de condenados pela segunda instância da Justiça. Em votação eletrônica, os ministros entenderam que a decisão deve ser aplicada em todos os casos que estão em andamento no Judiciário.

Veja mais

Crise da Unimed

Deu no blog do Ancelmo Gois: “Está nas mãos do juiz Alexandre de Carvalho Mesquita, da 1ª Vara Empresarial do Rio, uma ação da Unimed-Rio pedindo que Celso Barros, ex-presidente da empresa, e Abdu Kexfe, ex-vice-presidente, ressarçam a cooperativa de médicos, que enfrenta grave crise financeira. Segundo a petição, assinada por advogados do escritório ESG,…

Veja mais

Enganando os clientes

A 2ª Turma do TRT-MG julgou favoravelmente o recurso de uma vendedora para condenar a ex-empregadora, uma empresa de reposição de vidros automotivos, a lhe pagar indenização por danos morais. A alegação: a empresa pressionava seus vendedores a enganar os clientes, vendendo produtos “paralelos” como se fossem originais. Caso não compactuassem com a conduta desonesta…

Veja mais

Sem vaquejada

Por meio de uma liminar, a juíza Clarissa Oliveira Mascarenhas suspendeu a vaquejada que iniciaria na cidade de Palmeira dos Índios, Agreste de Alagoas. O descumprimento da decisão gera multa de R$ 100 mil, além da apreensão dos instrumentos utilizados na vaquejada. Na liminar, a juíza usou a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) que,…

Veja mais

Até em Frei Beto

Após entrar com um pedido, junto a um cliente que denuncia a compra de votos no município sergipano de Frei Paulo, o advogado José Ronaldo da Silva, passou a receber telefonemas ameaçadores e pessoas estranhas rondando a sua residência. O caso foi denunciado a Ordem dos Advogados de Sergipe que se manifestou com indignação. Segundo a OAB a ação já está em tramitação na Justiça Eleitoral, em fase instrutória.

Veja mais

Chamou de ladrão

Luciano Lucena de Farias, vereador do município de Palestina, no sertão de Alagoas, foi condenado a 15 anos e sete meses de reclusão pela morte de Manoel Messias Simões. No julgamento, que ocorreu no Fórum Desembargador Jairon Maia Fernandes, em Maceió, o Conselho de Sentença acolheu a tese do Ministério Público e considerou o réu culpado. Em Maribondo, a Promotoria de Justiça também conseguiu a condenação de um homem acusado de assassinato.

Veja mais

Memorial da Justiça

O Poder Judiciário do Rio Grande do Sul participa da terceira edição da mostra Direitos Humanos, uma questão de justiça. A partir do próximo dia 20, documentos e obras de arte que abordam questões étnico-raciais no âmbito do judiciário serão expostos no Memorial da Justiça Federal em Porto Alegre. O público terá acesso a dois processos pioneiros julgados pelo TJRS.

Veja mais

Salários e penduricalhos

Se Renan Calheiros quisesse mesmo enfrentar marajás do serviço público, deveria começar pelo próprio Senado que preside. Os políticos da Câmara e do Senado custam em média mais de R$176 mil por mês, entre salários e penduricalhos como verbas de gabinete, passagens aéreas, auxílio moradia e o direito de ressarcir qualquer despesa. Os 81 senadores e suas estruturas custarão R$171 milhões em 2016. A informação é do colunista Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Veja mais

Majores na cadeia

O Superior Tribunal Militar (STM) aumentou a pena aplicada a quatro oficiais do Exército – três majores e um capitão-, acusados de montarem um esquema fraudulento, que desviou cerca de R$ 1,7 milhão do Centro de Pagamento do Exército (CPEx). O major, tido como chefe do esquema, vai cumprir quase 10 anos de reclusão, em regime fechado.

Veja mais