Desembargadora afastada

Mesmo afastada do Tribunal de Justiça do Amazonas desde junho de 2016, a desembargadora Encarnação das Graças Salgado, alvo da Operação La Muralla 2, da Polícia Federal, recebeu, entre aquele mês e outubro, subsídios de R$ 261 mil – ou R$ 212.106,78 líquidos. A magistrada é investigada pela PF por suspeita de ligação com a facção criminosa Família do Norte (FDN), envolvida em uma série de assassinatos, roubos e tráfico de drogas. Integrantes da FDN são acusados de promover o massacre de 56 presos em Manaus.

Veja mais

Ação contra Jules Rimet

Irregularidades no processo licitatório de aluguel de caminhões para a Secretaria Estadual da Educação e Desporto (Seed) de Roraima, no valor superior a R$ 2 mi, motivou o Ministério Público do Estado de Roraima a ajuizar ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra o ex-secretário da pasta, Jules Rimet de Souza Cruz, a empresa Distribuidora J A COM & SERV EIRELI-ME, e mais quatro pessoas.

Veja mais

Presídios fora da capital

O prefeito Artur Virgílio Neto deverá encaminhar, nos próximos dias, em regime de urgência, para a Câmara Municipal de Manaus (CMM) um Projeto de Lei para proibir a construção de novos presídios no perímetro urbano da capital. A informação dada pelo próprio prefeito foi dada logo após ele lamentar os prejuízos causados à imagem turística da capital amazonense, conquistados com a realização da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos, com o massacre de presos ocorrido no último dia 1° de janeiro, no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj).

Veja mais

Furto na universidade

A 2ª Turma Recursal dos Juizados Especiais da Comarca de Rio Branco, no Acre, condenou uma universidade (F.B. do R. B.) a pagar R$ 3 mil de indenização por danos morais para o L.M. de M., em função da motocicleta do acadêmico ter sido furtada do estacionamento da instituição de ensino.

Veja mais

Cármen em Manaus

A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármen Lúcia, irá se reunir hoje (5) com todos os presidentes de Tribunais de Justiça da Região Norte. O tema do encontro será a rebelião no presídio Anísio Jobim, em Manaus (AM), no último dia 1º, que resultou na morte…

Veja mais

O desvio de Zé de Rola

Os empresários Zé de Rola, da Construtora Cunha, e Edson da Projel estão presos na 8ª Delegacia de Aracaju, em Sergipe, sob a acusação de terem desviado milhões do IPTU da capital. Segundo a Delegacia de Combate ao Crime Tributário, o golpe aplicado nos cofres da prefeitura foi superior a R$ 17 milhões.

Celular escondido em bebedouro

Agentes penitenciários localizaram 181 aparelhos celulares que entrariam na Penitenciária do Estado (PCE), em Cuiabá (MT), escondidos dentro de um bebedouro. Os aparelhos estavam evolvidos em um plástico e escondidos dentro de uma espuma densa, a fim de passar despercebido. O presidente dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (SINDSPEN-MT ), João Batista, aponta que a ação possa ter sido comandada por fações que tem se estruturado no estado.

Veja mais

Contratos nos presídios

O Ministério Público de Contas do Amazonas protocolou um pedido ao Tribunal de Contas (TCE) para que sejam rescindidos os contratos com duas empresas que administram os presídios estaduais, de acordo com informações do “G1”.Segundo o MP, há indícios de irregularidades como superfaturamento, mau uso do dinheiro público, conflito de interesses empresariais e ineficácia da…

Veja mais

Coronel na cadeia

A Justiça Militar da União, com sede em Fortaleza (CE), condenou um coronel do Exército, ex-comandante do 3º Batalhão de Engenharia de Construção (3º BEC), sediado em Picos/PI, a cinco anos de reclusão pelo crime de peculato-apropriação. O militar teria autorizado equipes do batalhão a perfurar 38 poços artesianos em municípios do Piauí e de Pernambuco, em propriedade de particulares, e se apropriado de mais de R$ 119 mil.

Veja mais

TC de Roraima

A presidente do Superior Tribunal de Justiça, ministra Laurita Vaz, determinou o imediato cumprimento da ordem de afastamento do cargo do conselheiro do Tribunal de Contas de Roraima (TCE-RR) Henrique Manoel Fernandes Machado, decidido pela Corte Especial do STJ. Atualmente ele responde a ação penal pelo crime de peculato. A ministra determinou que a Polícia Federal seja acionada para forçar o cumprimento da decisão, se necessário.

Veja mais