Marco Aurélio e Fachin

Os ministros Marco Aurélio Mello e Edson Fachin, do STF, liberaram hoje (23) para julgamento no Pleno as ações diretas de inconstitucionalidade da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB) contra dispositivos das Constituições Estaduais do Rio de Janeiro (Adi 5824) e Rio Grande do Norte (Adi 5823) que estenderam aos deputados estaduais as mesmas imunidades que a Constituição Federal confere aos deputados federais e senadores da República.

Veja mais

Robinho condenado

O atacante Robinho, do Atlético-MG, foi condenado hoje (23) na Itália a nove anos de prisão por suposto crime de violência sexual. A nona seção do tribunal de Milão, presidida por Mariolina Panasiti, levou em consideração um episódio envolvendo o jogador em uma discoteca de Milão em 22 de janeiro de 2013.

Veja mais

Mulher de Cabral

O Tribunal Regional Federal da 2ª Região (TRF2) julga hoje (23) recurso do Ministério Público Federal pedindo a cassação da prisão domiciliar da ex-primeira dama do Rio Adriana Ancelmo. A mulher de Sérgio Cabral está em prisão domiciliar desde abril.

Operação Turbulência

A Polícia Federal deflagrou hoje (23) a Operação Turbulência para investigar suposto esquema de facilitação de concessão de licenças e habilitações de pilotos de avião e helicóptero emitidas pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). A ação é feita em parceria com a Procuradoria da República e agência de aviação.

Auxílio-moradia

A Controladoria-Geral da União (CGU) apontou, por meio de uma auditoria, o pagamento irregular do auxílio-moradia para policiais militares e bombeiros casados no Distirto Federal. Mesmo vivendo juntos, esses casais receberiam o benefício duas vezes.

Veja mais

Advogado de renome

De um conceituado advogado sobre a prisão hoje (23), pela Polícia Federal, do advogado gaúcho mas radicado há vários anos no Rio de Janeiro, Sergio Fichtner: “O Regis não precisava entrar nessa bandalha. Advogado de renome, professor da Uerj, fez estudos no exterior, tem livros e estudos publicados. Lamentável !”

Fichtner e a PUC-RJ

O ex-chefe da Casa Civil do Rio de Janeiro Régis Fichtner, no governo do ex-governador condenado Sérgio Cabral, preso hoje (23) pela Polícia Federal, Régis Velasco Fichtner Pereira (Porto Alegre, é gaúcho de Porto Alegre onde nasceu no dia 2 de fevereiro de 1964). Advogado e político, Fichtner é formado em direito pela PUC-Rio, da qual tornou-se professor. É procurador do Estado do Rio de Janeiro desde 1990.

Veja mais

Fichtner na cadeia

O ex-chefe da Casa Civil do Rio de Janeiro Régis Fichtner, no governo do ex-governador condenado Sérgio Cabral, foi preso pela Polícia Federal (PF) na manhã de hoje (23). A ação é mais uma fase da Operação Lava Jato no Rio e um desdobramento das investigações da Operação Calicute.

Veja mais

Filho de desembargadora

O empresário Breno Fernando Solon Borges, de 37 anos, filho da presidente do TRE (Tribunal Regional Eleitoral) de Mato Grosso do Sul, a desemgargadoraTânia Garcia de Freitas Borges, foi novamente preso pela Polícia Federal de Mato Grosso do Sul hoje (22), na clínica médica em que estava internado no município de Atibaia (SP).

Veja mais