Em decisão inédita e unânime, o Tribunal de Justiça do DF concedeu agora à tarde salvo-conduto para uma família plantar Cannabis para fins medicinais. A família foi defendida pela advogado Daniela Tamanini.

A paciente, com 16 anos de idade, é portadora da Síndrome de Silver Russell e após ser medicada aos três anos de idade com Nimesulida (remedio convencional

Sofreu várias reações, edema cerebral que ocasionou uma hemiparesia (lado direito paralisado). Passou então a apresentar diversas convulsões diárias. Experimentou todos os tratamentos convencionais para dor crônica e convulsao. O unico que mostrou efeito concreto foi o canabidiol (cbd) para convulsoes e tetrahidrocanabinol (thc) para dor