Para atingir os magistrados e servidores do interior do estado foi lança pelo Tribunal de Justiça de Rondônia os sistemas Ventos e Eolis. O banco de dados unificado “Ventos” e o sistema “Eolis” são inovações tecnológicas desenvolvidas pela Corregedoria-Geral da Justiça (CGJ), que prometem automatizar os números das varas e cartórios, retirando o trabalho manual e possibilitando o monitoramento de metas.

O Eolis trabalha em conjunto com o Ventos, e trata-se do sistema em si. O Ventos é o armazém de dados: Ele pega os dados das bases dos sistemas e os transfere para o banco de dados. Todos as estatísticas são geradas com informações do dia anterior.

O trabalho foi inspirado em iniciativas utilizadas no Tribunal de Justiça do Mato Grosso (TJMT), mas adaptado para as necessidades do Poder Judiciário de Rondônia.