Justiça determina penhora de R$ 10 milhões e bloqueia transferências do Fluminense em caso Richarlison. Decisão é motivada por pedido do Real Noroeste, do Espírito Santo. Clube cobra pagamento integral dos 20% dos direitos econômicos do atacante nas vendas para Watford e Everton da Inglaterra.

O Tribunal de Justiça do Estado do Espírito Santo determinou a penhora de R$ 10.540.074,28 do Fluminense e o bloqueio de transferências de jogadores nos sistemas de Gestão CBF e Fifa TMS em razão do processo movido pelo Real Noroeste, do Espírito Santo, pelas vendas de Richarlison para o Watford-ING e, posteriormente, para o Everton-ING. O clube capixaba alega que o Tricolor não repassou integralmente os 20% que têm de direitos econômicos jogador. Tais direitos eram divididos da seguinte forma: 20% do Real Noroeste, 30% do América-MG e 50% do Fluminense. Do total da ação, R$