O delegado Gustavo Barcellos, titular da Delegacia de Polícia Civil de Gramado,na serra gaúcha, anunciou a autoria do crime do casal de idosos, Mario Wolf, 79 anos, e Jorlita Wolf, 76 anos, que foi encontrado morto, em sua residência, na Rua 1 de Maio, na Várzea Grande, próximo a Vila Olímpica, em Gramado, na última sexta-feira (24). ”Em menos de 24 horas elucidamos o crime. O acusado do latrocínio é Renato Lourenço, vulgo Veja. Esse foi o crime mais violento que já trabalhei”, disse o delegado.

Gustavo Barcellos informou que Renato está na situação de procurado da Justiça e pelas informações, teria fugido de táxi, na noite do crime, para o litoral gaúcho. “Fizemos varias diligências, mas não localizamos ele. Mas eu garanto que esse cidadão será preso. É só uma questão de tempo”, salientou o delegado. Os corpos de Mario e Jorlita Wolf foram encontrados por um vizinho. Eles eram considerados pessoas muito queridas pela vizinhança, o que deixou todos assustados e sem entender os motivos da morte deles.

Segundo o delegado, a casa estava revirada e o corpo de Jorlita foi encontrado no quarto. Já o de Mário foi encontrado na varanda da casa. “Não sabemos como Renato Lourenço entrou na casa, pois não havia sinais de arrombamento na casa. Sabemos que ele havia pintado um prédio localizado nos fundos da casa das vítimas. Ou o Senhor Mário abriu a porta para ele, por o conhecer, ou saiu para ver a movimentação fora da casa, quando foi atacado”, disse o delegado.

Ele acrescentou que foi apuradores o acusado estava bebendo em um bar, na noite do crime, assistindo o jogo de futebol. Após, ele teria ido até a casa das vítimas. Os corpos estavam com marcas de facadas no pescoço. A Policia Civil trabalha com as hipóteses de latrocínio.