Desde que foi fundada em 18 de novembro de 1930, a Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) já teve no seu comando nacional 36 presidentes, contando com o atual, Cláudio Lamachia.

Do total de presidentes que dirigiram a Ordem, sete nasceram em São Paulo; cinco em Minas Gerais; quatro no Rio de Janeiro – inclusive o primeiro, o advogado Levi Carneiro, de Niterói – três no Rio Grande do Norte, três em Alagoas; dois em Sergipe, dois no Pará e dois no Rio Grande do Sul. Os demais oito estados – Alagoas, Paraíba, Pernambuco, Ceará, Amazonas, Goiás, Santa Catarina e Espírito Santo – elegeram um representante cada.

Por estado, são os seguintes os ex-presidentes da OAB:

São Paulo – Haroldo Valladão, Themistocles Ferreira, Laudo de Almeida Camargo, Mário Sérgio Duarte Garcia, Marcio Thomaz Bastos, José Roberto Battochio e Rubens Approbato Machado
Minas Gerais – Fernando de Melo Viana, Odilon de Andrade, Alcino de Paula Salazar, José Ribeiro de Castro Filho e Caio Mário da Silva Pereira
Rio de Janeiro – Levi Carneiro, Raul Fernandes, Augusto Pinto Lima eJosé Eduardo do Prado Kelly
Rio Grande do Norte – Miguel Seabra Fagundes, Nehemias Gueiros e Eduardo Seabra Fagundes
Alagoas – Carlos Povina Cavalcanti, Hermann Assis Baeta e Marcelo Lavenere Machado
Sergipe – Alberto Barreto de Melo e Cezar Britto
Pará – Ophir Filgueiras Cavalcante e Ophir Cavalcante Junior
Paraíba – Samuel Vital Duarte
Maranhão – Marcus Vinicius Furtado Coêlho
Pernambuco – José Cavalcanti Neves
Ceará – Ernando Uchoa Lima
Amazonas – Bernardo Cabral
Goiás – Reginaldo Oscar de Castro
Espírito Santo – Attilio Viváqua
Santa Catarina – Roberto Busato
Rio Grande do Sul – Raymundo Faoro e Cláudio Lamachia