O presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Jayme Martins de Oliveira Neto, 52 anos, é quem vai protocolar as três Ações Diretas de Inconstitucionalidade (Adi) no STF, até terça-feira (21), questionando as decisões de assembleias legislativas estaduais que liberaram parlamentares da prisão ou do cumprimento de medidas cautelares. Ele é juiz titular da 13ª Vara da Fazenda Pública de São Paulo.

Jayme Martins nasceu em Monte Aprazível (SP) e formou-se em Direito nas Faculdades Metropolitanas Unidas (FMU), em 1990. Ingressou na magistratura paulista em novembro de 1991, por concurso de provas e títulos, e atuou nas comarcas de Campinas, Tietê, Rancharia, Santos e da capital. Na Associação Paulista de Magistrados (Apamagis) tornou-se o primeiro juiz de 1ª instância a assumir a presidência em 2014-2015, sendo reeleito para o biênio 2016-2017. Jayme de Oliveira é mestre em direito pela PUC/SP e também exerceu a profissão de docente.