A presidente do Tribunal de Justiça do Acre, desembargadora Cezarine Angelin, apresentou aos membros do tribunal os integrantes da Tropa para Reforço da Segurança do Poder Judiciário Estadual. No total, 35 policiais da reserva, entre homens e mulheres, passam a integrar a força de proteção da Justiça Estadual.

Segundo a desembargadora, a medida é um esforço da Administração para garantir a segurança dos magistrados, servidores, colaboradores e cidadãos, a fim de que se sintam não apenas bem acolhidos, mas tenham a certeza de estar em ambientes seguros nos fóruns e demais prédios. A intenção também é proteger o patrimônio do Judiciário.

Os 35 policiais da reserva foram cedidos por meio de decreto governamental, atendendo a pleito da presidente do TJ, desembargadora Cezarinete Angelim. Todos os militares passaram por exames médicos, testes de aptidão física e condicionamento, e cursos promovidos pela Diretoria de Gestão de Pessoas e Assessoria Militar do Tribunal.

Eles irão trabalhar tanto na Comarca de Rio Branco quanto nas unidades judiciárias do interior do Acre.