Cinco dos sete governadores eleitos no Rio de Janeiro desde 1982 estão na mira da Justiça. Leonel Brizola e Marcello Alencar só não estão na lista porque faleceram em 2004 e 2014, respectivamente.Desses cinco ex-gestores do estado, três estão atrás das grades. Sérgio Cabral já está preso há mais de um ano; Anthony e Rosinha Garotinho foram presos nesta quarta (22) sob suspeita de arrecadação de dinheiro ilícito para o financiamento de suas campanhas eleitorais.

Mesmo não estando presos, o ministro Secretaria-Geral da Presidência, Moreira Franco, e Luiz Fernando Pezão, atual governador do Rio de Janeiro, estão com pendências na Justiça. O ministro foi denunciado por organização criminosa e obstrução da Justiça no ‘quadrilhão do PMDB’. No entanto, após votação na Câmara dos Deputados, só poderá ser julgado após perder o foro privilegiado.

Já Pezão é alvo de um inquérito pela suspeita de ter recebido doações irregulares da construtora Odebrecht na eleição de 2014. Ele teria recebido mais de R$ 20 milhões em caixa 2. (Diário do Poder)