A Supervisão das Varas da Infância e da Juventude do Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJES) realizou, em parceira com a Assembleia Legislativa do Espírito Santo (ALES) e o governo do Estado, Audiência Pública que debateu o “Acolhimento de Crianças e Adolescentes em Situação de Risco de Morte”, no plenário da casa legislativa.

De acordo com a Juíza colaboradora da Coordenadoria da Infância e da Juventude do TJES, Janete Pantaleão Alves, o Poder Judiciário tem sido procurado por Conselhos Tutelares que não sabem para qual local que devem encaminhar menores ameaçados de morte, já que não há uma rede de proteção especializada neste tipo de atendimento no estado.