O Sindicato dos Advogados do Rio de Janeiro, presidido pelo advogado Álvaro Quintão, irá promover, no próximo dia 13, manifestação em frente ao prédio da Justiça do Trabalho – onde funcionam 70 Varas do Trabalho – contra as mudanças implementadas pelo governo nas leis trabalhistas. No dia da manifestação entrará em vigor as medidas que, segundo Quintão, “se transformaram em um câncer terminal no direito dos trabalhadores”.

E acrescentou o presidente do sindicato dos Advogados: “Vender o fim das “amarras” da legislação sobre a negociação coletiva como uma vitória do trabalhador é a extinção do caráter. O trabalhador – para aqueles que só o assistem pela televisão – não pensa em si ou em seus direitos, ou se vai morrer de tanto trabalhar. Ele só pensa em uma coisa: seus filhos, sua família, seu lar. Assim venderá cada um dos seus direitos – jornada justa, banco de horas anual, intervalo para o almoço, rescisão justa, férias não parceladas, tudo! – se lhe for dito que isso representará uma melhoria na vida dos seus”.