Agentes da Polícia Federal e do Ministério Público Federal prenderam Carlos Arthur Nuzman, presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB) e do Comitê Rio 2016, na manhã de hoje (5), no Jardim Pernambuco, no Leblon, na Zona Sul do Rio de Janeiro. Os agentes também tentam cumprir mandado de prisão contra Leonardo Gryner, diretor-geral de operações do comitê Rio 2016. Nuzman é suspeito de intermediar a compra de votos de integrantes do Comitê Olímpíco Internacional (COI) para a eleição do Rio como sede da Olimpíada de 2016.

Ele foi preso em casa, no Leblon, por volta das 6h. Nuzman reside há vários anos no Jardim Pernambuco, uma das áreas mais nobres do Rio. O condomínio é um oásis de tranquilidade no bairro. Não é à toa que o aluguel de uma casa ali custa R$ 25 mil e nenhum imóvel é vendido por menos de R$ 8 milhões. São cerca de 150 mansões divididas em umas poucas ruas, todas guardadas por cancelas. Embora a entrada seja livre, pois é um espaço público, quem não quiser se identificar para os seguranças será seguido por um agente de moto durante todo o tempo em que ficar no condomínio.