O América-MG é bicampeão da Série B! Nesta tarde de sábado (25), a equipe de Enderson Moreira venceu o CRB por 1 a 0 e terminou o campeonato no topo da tabela. Depois do primeiro título na temporada de 1997, o Coelho volta a levantar o caneco da segunda divisão nacional. Dos 22.800 ingressos vendidos antecipadamente, 22.481 pessoas rodaram as catracas do Horto, superando as 22.411 que compareceram ao título mineiro conquistado pelo Galo neste ano, o maior público do novo Independência até então.

Dentre os 22.411 torcedores apaixonados pelo América Mineiro estavam quatro especiais: o ex-presidente do Tribunal Superior do Trabalho (TST) e primeiro ministro negro de um tribunal em Brasília, Carlos Alberto Reis de Paula e família Atheniense: Aristoteles, ex-vice-presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), seu filho Alexandre, advogado e membro da Comissão Nacional de Tecnologia da OAB Nacional e o neto Filipe de apenas 6 anos.

Ao final da partida, já usando a faixa de campeão brasileiro, o advogado Aristoteles Atheniense prestou o seguinte depoimento ao site direitoglobal.com.br:

“Todo torcedor do América Mineiro precisa ter, em primeiro lugar, paciência. Ter paciência e estar com o coração muito bom. Estou com 82 anos de idade, sou o advogado mais velho no dia de hoje de Belo Horizonte e continua atuando diariamente no meu escritório e indo sempre ao Tribunal de Justiça. Deus me ajudou muito a ter condições de assistir a mais uma vitória do América Mineiro. Todas as vitórias que tive oportunidade de acompanhar ao longo da minha vida desde que mudei para a capital mineira – estou aqui há quase 60 anos – foram todas muito sofridas. Agora, o que vale é seguinte: não temos a projeção do Cruzeiro e do Atlético Mineiro mas a nossa coragem, a nossa disposição e a nossa certeza de que lutando, se esforçando, vamos chegar sempre a um bom resultado, temos a certeza de que não temos nada a dever aos outros dois clubes mineiros. Nossos jogadores não são atletas de renome internacional, são todos rapazes modestos e a maioria formada dentro das categorias de base do clube. Por tudo isso, estamos muito satisfeitos. Até o ex-governador de Minas Gerais, Eduardo Azeredo, com todos os problemas que vem passando no campo político, estava aqui presente no estádio Independência com a camisa do nosso clube do coração. Tive até a oportunidade de entregar a ele a faixa de campeão. Ele estava muito emocionado, assim como eu, pela conquista do título da série B do Campeonato Brasileiro.”