O ministro Humberto Martins, vice-presidente do Superior Tribunal de Justiça, criticou que os “reiterados ataques à conduta dos magistrados brasileiros” e declarou que esse comportamento representa perigo à “integridade do Estado Democrático de Direito”. Martins foi presidente da OAB de Alagoas, posteriormente foi nomeado pelo Quinto constitucional da advocacia para o Tribunal de Justiça alagoano e, finalmente, nomeado na vaga de magistrado para o STJ.

Ele lembrou que nos últimos dias “a honra, a dignidade e a própria integridade física dos magistrados – juízes de direito e federais, dos tribunais de segunda instância e dos tribunais superiores – têm sido ameaçadas por meio de publicações, como também pessoalmente em ambientes públicos, em viagens nacionais e internacionais, e até mesmo em seu ambiente privado, por ataques desarrazoados que colocam em perigo a integridade do Estado Democrático de Direito”. Para Martins, “as insatisfações pessoais contra as decisões proferidas devem ser combatidas por meio dos canais próprios estabelecidos em nosso ordenamento jurídico”.