O sexto presídio federal de segurança máxima no país deve ter suas obras iniciadas em janeiro do próximo ano no município de Iranduba, no Amazonas. A previsão é que a construção dure cerca de 1 ano e seis meses. O terreno foi escolhido pelo Ministério da Justiça por ter as vias de acesso pavimentadas, distância de 50 km de um aeroporto e estar próximo a um hospital e a um batalhão da Polícia Militar.

Iranduba é um município brasileiro localizado na região metropolitana de Manaus. Situado à margem esquerda do rio Solimões, na confluência com o rio Negro, é o maior produtor de hortifrutigranjeiros do Amazonas. O presídio federal deve ser construído no km 22 da estrada que dá acesso à obra da Cidade Universitária, da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). Parte do terreno pertence ao governo do Estado e a outra é formada por duas propriedades particulares.

Iranduba em tupi-guarani significa literalmente lugar com muitas abelhas ( ou mel ).