Desde quando assumiu o governo o presidente Michel Temer indicou três ministros, um para o STF e dois para o TST. No STF, nomeou o seu ex-ministro da Justiça, o paulista Alexandre de Moraes. No TST, nomeou o paranaense Breno Medeiros, ex-presidente do TRT da 18ª Região, graduou-se pela Faculdade de Direito da Universidade Federal do Paraná, com especialização em Engenharia da Qualidade pela Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (USP).

Recentemente, com a aposentadoria antecipada do ministro Oreste Dalazen, Temer indicou o catarinense Alexandre Luiz Ramos, desembargador do Tribunal Regional da 12ª Região (SC). Ele será sabatinado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado Federal em fevereiro e, posteriormente, sua indicação será submetida ao Plenário da Casa.