O 2º Tribunal do Júri da Capital (RJ) condenou a 16 anos de prisão Ana Kellen Moura pela morte do marido, o belga Benoit Gaston, dono de um albergue em Santa Teresa, no Centro do Rio. O crime foi praticado há três anos, dentro da residência do casal. A ré cumprirá a pena, inicialmente, em regime fechado.

O juiz Tiago Fernandes de Barros, que presidiu o julgamento, aumentou a pena até a sua fixação em 16 anos, considerando que a mulher violou os deveres de lealdade com o marido, com quem convivia há sete anos e que prestava auxílio material à família dela. Foi considerado ainda o fato de ambos terem um filho de seis anos, proveniente da relação de sete anos, que estava em casa no momento do crime.