O juiz Sergio Moro foi “disfarçado” ao jogo do Atlético-PR contra o Fluminense, na Arena da Baixada, no último fim de semana. Ele usou boné e óculos na tentativa de não ser reconhecido pelo público presente ao estádio. Apesar dos esforços, foi flagrado por torcedores, que fotografaram a cena.

Entre dirigentes e funcionários do clube, surgiu a dúvida se realmente a pessoa da foto seria o juiz Sérgio Moro. Ao ser feita uma consulta ao sistema de biometria do estádio, ficou constatado que, de fato, tratava-se do magistrado, que ficou famoso por conduzir a Operação Lava Jato em 1º instância.

Em tempo: Mario Celso Petraglia, presidente licenciado do clube, responde por ocultação de patrimônio e lavagem de dinheiro na 13ª Vara da Justiça Federal de Curitiba, da qual o juiz faz parte. (O Globo)