O Tribunal de Justiça do Acre compôs oficialmente a agenda institucional voltada à implantação do Banco Nacional de Monitoramento de Prisões (BNMP) 2.0. A desembargadora-presidente Denise Bonfim participou de encontro em Brasília com a ministra Cármen Lúcia, presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

A integração dos sistemas de tramitação eletrônica de processos dos tribunais de Justiça (TJs) é a prioridade da atual gestão do CNJ, vez que a ferramenta digital vai possibilitar às autoridades judiciárias monitorar cada prisão ocorrida no País, bem como acompanhar online a movimentação processual da população carcerária. E isso tudo em tempo real.