O Conselho de Sentença da 2ª Vara do Tribunal do Júri do Acre condenou Mateus Mendonça da Costa, Luiz Fernando da Costa Cruz e Lucas Freire de Lima, a pena de 71 anos, sete meses e seis dias, cada um, por homicídio qualificado contra três vítimas, além de tentativa de homicídio contra duas pessoas, roubo qualificado e organização criminosa.

A chacina, ocorrida em fevereiro de 2018, teve vítimas os jovens Luana Aragão, Renan Barbosa e Rafaella Santos. Eles foram assassinados a tiros no Conjunto Novo Horizonte, durante uma festa.

Segundo os autos, antes dos homicídios, os jovens assaltaram um motorista de uma caminhonete, no bairro Floresta, e o abandonaram no ramal da Sinteac. Depois seguiram com o veículo para a prática dos homicídios.