Guerrilha do Araguaia

Guerrilha do Araguaia

Uma audiência sobre a sentença dada ao Brasil pela Organização dos Estados Americanos (OEA) no caso da Guerrilha do Araguaia pode ser realizada ainda este ano. Com a criação da Comissão da Verdade e da Lei de Acesso à Informação, o país começa a liquidar sua dívida de justiça e memória perante a Corte Interamericana de Direitos Humanos. Ao menos esta é a avaliação feita pelo advogado brasileiro eleito juiz da CIDH , Roberto Caldas, que vai completar 50 anos no próximo dia 29 de julho, é natural de Aracaju e está em Brasília desde os 10 anos.