Em fevereiro, logo após o início dos trabalhos legislativos, o indicado pelo presidente Michel Temer para ocupar a 27 vaga do TST – desembargador Alexandre Luiz Ramos, do Tribunal Regional da 12ª Região (SC) – será sabatinado pela Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado Federal e, posteriormente, sua indicação será submetida ao Plenário da Casa. O indicado por Temer ocupara a vaga em decorrência da aposentadoria do ministro João Oreste Dalazen, em novembro deste ano.

Alexandre Luiz Ramos, com mestrado e doutorado em Direito do Trabalho, ambos pela Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), começou na Justiça do Trabalho como servidor, em 1988. Cinco anos depois, passou no concurso para juiz da 12ª Região, atuando como substituto até 1998, ano em que foi promovido a titular. Nesta condição, trabalhou em Xanxerê, Chapecó, Araranguá, Imbituba, Itajaí, São José e Florianópolis, onde comandava a 6ª VT. Em dezembro de 2016, foi nomeado desembargador do Tribunal Regional do Trabalho da 12ª Região (SC) pelo critério de merecimento.