O ex-ator pornô Alexandre Frota (PSL), eleito deputado federal por São Paulo, com 155 mil votos, pode ser preso caso não pague em três dias a dívida de pensão alimentícia de R$ 60 mil que tem com o filho, Mayã Frota, de 18 anos.

Frota não podia ser preso durante o período que antecedeu a eleição e que vai até a meia-noite desta terça-feira, 9.

A causa movida pelo filho começou com o valor de R$ 9.176,24 e foi acrescida de juros e correção pela inadimplência do ex-ator. Eleito, Frota ainda não foi diplomado e, portanto, ainda não tem foro privilegiado como deputado.