O promotor Marcus Vinicus da Costa Leite, do Grupo de Atuação Especializada em Segurança Pública (Gaesp) do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ), foi encontrado morto junto a sua mulher, Luciana Alves, hoje (16) na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Luciana também era servidora do MP.

A Delegacia de Homicídios da Capital (DH) informou que as características encontradas no apartamento, na Rua Coronel Paulo Malta Resende, durante a perícia, apontam para homicídio seguido de suicídio. Não estão descartadas, porém, outras hipóteses. Os corpos tinham marcas de tiros, e uma arma foi achada no local. A porta da residência estava trancada, sem sinais de arrombamento. Também não havia indícios de luta. O ar-condicionado estava ligado.

— Estavam os dois corpos no chão da sala do apartamento. Tudo indica que foi crime passional seguido de suicídio. Não há nada que indique que o crime tenha ligação com a atividade dele — disse o promotor Homero das Neves, responsável pelos inquéritos da DH e que esteve no prédio.