A justiça deferiu recurso interposto pelo Ministério Público do Estado de Roraima e decretou a indisponibilidade de bens do ex-secretários de Educação estadual, Jules Rimet de Souza Cruz, da empresa Distribuidora J A COM & SERV EIRELI-ME e mais quatro pessoas no valor de R$ 689.130,00. Na liminar, a justiça determinou, ainda, a suspensão de processo licitatório de aluguel de caminhões para a Secretaria Estadual da Educação e Desporto (Seed), no valor superior a R$ 2 milhões, bem como dos pagamentos relativos ao procedimento

O nome Jules Rimet foi dado pelo pai, Francisco Galvão Soares, como homenagem pela conquista do Brasil na Copa do Mundo de 1970. A seleção de Pelé, Jairzinho, Gerson, Carlos Alberto Torres, Rivelino, Tostão e cia venceu a competição em 21 de junho e Jules Rimet de Souza Cruz nasceu logo em seguida, no dia 5 de julho.

Com o futebol presente na vida desde cedo, Jules Rimet foi jogador de times locais como Baré e Rio Negro, quando foi campeão pelos dois, e jogador revelação do estadual aos 21 anos. Deixou a vida esportiva, mas nunca abandonou a ‘pelada’ com os amigos, que o chamam carinhosamente de ‘Copinha’, lembrando a taça roubada no Brasil em 1983.

Hoje, aos 47 anos, o esporte continua presente na vida de Jules, tanto pelo nome característico, quanto pela torcida do time do coração, o Fluminense.