A exposição do Projeto ‘Castelo de Bonecas’ será aberta segunda-feira (4) no Tribunal de Justiça da Paraíba. A amostra, que se estenderá até o dia 6 de setembro, disponibilizará ao público bonecas e outros produtos artesanais confeccionados pelas apenadas do Presídio Júlia Maranhão.

“É um Projeto interessante que dá oportunidade para aquelas presidiárias se ressocializarem. Uma iniciativa de suma importância, que espero que cresça ainda mais”, afirmou o presidente do TJ, Joás de Brito, ao conhecer o Projeto.

De acordo com a juíza Andréa Arcoverde, o Projeto ‘Castelo de Bonecas’ tem dois focos: um é a venda das bonecas para toda sociedade. Os produtos podem ser adquiridos no interior do Presídio Júlia Maranhão, ou nos eventos, como este que vai acontecer no Tribunal de Justiça, a partir do dia 4 de setembro. O outro foco é a doação das bonecas para crianças carentes, através de recursos do Poder Judiciário destinados para isso. Recentemente, estivemos no Lar da Criança Jesus de Nazaré, Bairro Treze de Maio, em João Pessoa, e fizemos a doação de 34 bonecas”, informou a magistrada.