O segundo processo com pedido de cassação do governador José Melo (Pros) que o TRE-AM (Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas) julgou após as Eleições 2014 inicia a fase para tramitar no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). A rigor, é a decisão do TSE que define o futuro dos Estados, cujos os governadores são denunciados por corrupção eleitoral.

O governador José Melo responde a mais de 22 processos com pedido de cassação com mais da metade do mandato cumprido. A questão levou o MPE (Ministério Público Eleitoral) a questionar a morosidade para analisar os casos envolvendo a contestação do resultado das Eleições 2014 no TRE-AM. Segundo o procurador eleitoral Victor Riccely, destes 22 processos, 14 têm denúncias graves contra o governador.