No dia 13 de outubro, o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luis Fux, suspendeu qualquer possível decisão do presidente golpista Michel Temer de extraditar Cesare Battisti para a Itália até que seja julgado o mérito do pedido de habeas corpus impetrado pela sua defesa.

O julgamento foi marcado para o dia 24 de outubro e liberado para a Primeira Turma do Supremo – os ministros Marco Aurélio Mello, Rosa Weber, Alexandre de Moraes e o próprio Luis Fux, relator do habeas corpus. Luis Roberto Barroso não participará por ter sido advogado de Battisti antes de ingressar no tribunal.