O Judiciário brasileiro é formado majoritariamente por homens, brancos, católicos, casados e com filhos. É o que mostra levantamento feito pelo Conselho Nacional de Justiça com base na resposta de 11,3 mil juízes, o que corresponde a 62% dos magistrados.

A participação feminina, apesar de ainda ser menor do que a de homens, registrou um crescimento, atingindo 37%. Em 1990, a participação das mulheres na magistratura era de 25%.