A dança das cadeiras no TSE não é só na presidência. Nas vagas destinadas a ministros do STF, Luis Roberto Barroso substitui Gilmar Mendes, já em fevereiro.