O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) recomendou que as Instituições de Longa Permanência para Acolhimento de Idosos (ILPIs) Abrigo Espírita Lar de Jesus; Associação Casa do Amor; Nancy Ramos Reis; e Irmandade da Santa Casa de Misericórdia do Recife (Centro Geriátrico Padre Venâncio) sanassem as irregularidades verificadas pela equipe técnica do MPPE, em fiscalizações realizadas nos dias 19, 21 e 28 de fevereiro e em 22 de março, respectivamente.

Dentre as irregularidades verificadas nas quatro ILPIs, constavam a ausência de alvará de localização e funcionamento; e de licença ou alvará sanitário emitido pela Vigilância Sanitária Municipal, precedido de avaliação. Além dessas, também foram observadas nas casas, com exceção do Centro Geriátrico Padre Venâncio, irregularidades como: falta de inscrição no Conselho Municipal de Assistência Social; de Planos de atendimento individualizado e de atenção integral à saúde do idoso; de realização de estudo psicossocial de todos os idosos; a inexistência de Fluxogramas de Comunicação tanto com a rede privada, quanto pública de saúde e de assistência social em local de fácil acesso e conhecido de todos os funcionário, entre outras.