Cuidado Pizzolato

Saiu hoje (29) no blog da jornalista Eliane Cantanhêde: O ministro do Supremo Luís Roberto Barroso avisa de antemão que, se o ex-diretor do BB Henrique Pizzolato tentar não pagar a multa de R$ 2 milhões pela condenação no mensalão, vai voltar para a cadeia. Conforme o blog antecipou nesta quinta-feira, 28/12, Pizzolato entrou com pedido de indulto, para escapar da multa, no mesmo dia em que foi solto por determinação de Barroso.

Exército é contra

O Procurador-Geral de Justiça do Amazonas, Carlos Fábio Braga Monteiro, recebeu a confirmação de que o Exército também vai concentrar esforço para que o governo federal não construa uma unidade prisional federal no município de Iranduba, próximo a Manaus, no Amazonas. A notícia foi confirmada durante encontro entre o PGJ e o Comandante Militar da Amazônia, General Geraldo Antônio Miotto, na sede do CMA, durante encontro entre as duas autoridades. O General se comprometeu em levar os argumentos do Ministério Público Estadual ao alto Comando do Exército em Brasília, que reforçam o quanto seria negativo para a segurança pública caso a ideia seja concretizada.

Ficha suja

Atendendo a pedido do Ministério Público do Estado do Amazonas (MP-AM), o vereador e advogado Aldervan Souza Cordovil, da Câmara Municipal de Coari, teve sua inscrição na Ordem dos Advogados no Brasil (OAB-AM) suspensa por determinação da Justiça. O titular da 1ª Promotoria de Justiça de Coari, Promotor de Justiça Weslei Machado, requereu a aplicação de uma medida cautelar diversa da prisão, qual seja, a suspensão do direito de advogar, em razão do uso da profissão de advogado como meio para a prática de crimes.

Novo presídio

O Ministério da Justiça e Segurança Pública prevê, em seu orçamento para 2018, a liberação de R$ 22,5 milhões para a implantação de uma unidade prisional de segurança máxima no km 22 da estrada que dá acesso às obras da Cidade Universitária da Universidade do Estado do Amazonas (UEA). A estimativa é de que os…

Alemão e “Boi”

O mentor do furto ao Banco Central, ocorrido em Fortaleza no ano de 2005, Antônio Jussivan Alves, o “Alemão”, foi transferido de um presídio no Ceará para a Penitenciária Federal de Catanduvas, no estado do Paraná. Além de Antônio Jussivan, também foi transferido do Ceará o preso Antônio Carlito Avelino, conhecido como “Boi”. Ele foi levado do sistema carcerário cearense para a Penitenciária Federal de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul.

Recebendo por fora

A 3ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 1ª Região (TRT/RJ) condenou a Santos e Oliveira Calçados LTDA. a pagar as verbas devidas a um ex-empregado que alegou o recebimento de pagamento por fora do contracheque. O colegiado acompanhou, por unanimidade, o voto do relator do acórdão, desembargador Rildo Albuquerque Mousinho de Brito.

Tornozeleira em cavalo

Um cavalo foi flagrado com uma tornozeleira eletrônica em Ponta Grossa, no Paraná. A foto foi feita no Jardim Ibirapuera. A suspeita é que algum detento do regime aberto tenha colocado o equipamento no animal para fugir do monitoramento.

Cartilha militar

A Justiça Militar da União possui uma cartilha com desenhos em quadrinhos sobre as atividades da instituição e explicações sobre alguns dos principais crimes militares. A publicação tem orientado os jovens militares das Forças Armadas, principalmente os recrutas, acerca dos procedimentos e condutas que podem conduzi-los ao cometimento de delitos criminais.

Ajufe e o indulto de Temer

Do presidente da Associação dos Juízes Federais do Brasil (Ajufe), Roberto Veloso sobre a decisão da presidente do STF, ministra Cármen Lúcia de suspender trechos do decreto editado na semana passada pelo presidente Michel Temer que abrandavam as regras para concessão do indulto de Natal: