Batia na mãe

Saiu no Antagonista: Um magistrado do Tribunal de Justiça do Paraná foi afastado do cargo pelo STJ. Motivo: ele foi denunciado por bater nas irmãs e na própria mãe. Uma discussão do desembargador com as irmãs descambou para o pugilato e a pobre senhora foi atingida por um soco do filho — não se sabe…

Armado com fuzil ?

Da juíza de Direito aposentada pelo Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro, Denise Frossard em sua página no Facebook: Armado com fuzil? Tenha a cor que tiver e esteja onde estiver é criminoso! Os de colarinho branco a lava-jato cuida deles. Devem ser segregados porque são igualmente torpes e violentos – e sem complacência para todos! A opção a isto será o modelo do Leviatã, de Hobbes:

415 anos de reclusão

Mais de 415 anos de reclusão – esse é o total aproximado da somatória das penas aplicadas a 23 réus denunciados pelo Ministério Público de Goiás como integrantes de uma organização criminosa que atuava com roubo, receptação, desmanche e adulteração de veículos na Grande Goiânia. As condenações foram definidas em sentença proferida pelo juiz Marcelo Fleury Curado Dias, da 9ª Vara Criminal de Goiânia, que julgou parcialmente procedentes os pedidos feitos pelo promotor Roberto Corrêa, na denúncia oferecida em abril do ano passado, como resultado da Operação Zona Leste, deflagrada pela Polícia Civil.